Uncategorized

Quando as pessoas não morrem

A verdade é que nós nunca estamos preparados para dizer adeus àqueles que verdadeiramente amamos, pois na maioria dos casos nós aceitamos, sem querer, o apego. Queremos nossos entes queridos ao nosso lado, pois eles nos trazem a certeza de que ainda não estamos sós. Sobre o amor genuíno: refere-se a toda a forma de… Continuar lendo Quando as pessoas não morrem

Contos · Textos

Aos diversos Seu José

Seu José acorda às 5h da manhã, pedala em sua bicicleta de 200 reais – dinheiro ganho com muito esforço realizando hora extra – quando é quase atropelado por um carro de 20.000, dirigido por Ricardo Costa, filho de Otávio Costa, neto de Bartolomeu dos Santos da Costa Júnior. Ricardo voltava de uma balada, bêbado,… Continuar lendo Aos diversos Seu José

Contos · Crônicas · Textos

O pior horário para andar de metrô

            Eu estava acompanhando o desenrolar de minha rotina. De certo, ela permite que eu sente na mesma cadeira às 16h42 minutos quando o metrô retorna. Devo percorrer 20 passos largos desde o 2º telefone público da estação. Nunca contei a ninguém, mas a mesma cadeira sempre está disponível quando dentro desse contexto.             O… Continuar lendo O pior horário para andar de metrô

Poemas · Textos

O eventual encontro de nossos olhos

Nunca o tome como exagero, mas eu aguardo ansiosa o eventual encontro de nossos olhos. Não é você, mas o toque repentino de suas mãos que, em meu corpo, permite a entrada inevitável de um, dois, três arrepios. Não, não é você, mas o encostar de seus lábios em meus olhos fechados. Torno a encará-lo… Continuar lendo O eventual encontro de nossos olhos

Poemas · Textos

Sobre pássaros e desencontros

Tive um passarinho em casa, mas o mantinha em sua gaiola com a janela aberta Acordar, ter certeza que ele ainda estava lá, sempre era um momento de angústia e, posteriormente, tranquilidade (Ufa!) Cuidava de você todos os dias, te dava água na temperatura certa para encantar ainda mais o teu canto (você sempre foi… Continuar lendo Sobre pássaros e desencontros